• Cards Payment & Identification is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

    This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Inovações

Sabia que chatbots podem aprender a interagir com usuários ainda mais?

Chatbots têm ajudado muito clientes de e-commerce. E a IA (Inteligência Artificial) por trás dos bots (robôs) vem transformando a maneira como interagimos na internet e nesse sentido, o uso de chatbots para pagamentos e processamento de vendas também tem aumentado. Alguns desses bots conseguem aprender e interagir mais com consumidores, comenta a contente marketing manager a Aivo, Yamile Sánchez.

Há um chatbot que utiliza a tecnologia de aprendizagem automática (Machine Learning). Isso significa que o bot aprende a cada nova interação com os usuários: novas palavras, significados, formas de perguntar e até regionalismos. “Ele também utiliza essas técnicas de aprendizado para identificar o que a empresa deveria modificar ou agregar para melhorar a experiência dos clientes todos os dias”, complementa.

Ainda de acordo com Yamile, assistentes virtuais bem-sucedidos e eficazes não só podem fornecer informações para responder a consultas de usuários, mas para serem verdadeiramente resolvidos, eles devem ser capazes de realizar transações. Em setores como o comércio eletrônico, as telecomunicações, o financeiro e mesmo nos serviços públicos, ele sempre exige alguma ação que peça dados do cliente para poder fazer alguma transação.

A content marketing manager lembra ainda que para fazer pagamentos ou contas associadas ao débito, por exemplo, um assistente virtual pode ser integrado aos sistemas internos de uma empresa, adaptando-se aos fluxos existentes, para poder usar informações e dados da empresa fornecidos pelo cliente e fazer uma operação.

Mas como adaptar a empresa para o uso de chatbot para pagamentos? Para Yamile, essa transformação não exige mudanças na infraestrutura da empresa ou grandes adaptações.

“Isso porque uma das virtudes do assistente é precisamente a capacidade de integração que possui, além de funcionar como SaaS. Se a empresa tiver serviços web e a documentação apropriada, podemos dizer que tudo é possível. Em seguida, qualquer sistema, próprio ou terceiro, pode ser integrado para usar o assistente virtual como o único lugar onde um cliente pode resolver todas as suas necessidades”, explica.

Nesse caso, como a empresa já tem uma ligação com uma entidade financeira ou bancária para o processamento das vendas, o chatbot usará esse acordo já existente para efetuar os pagamentos de forma integrada.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *