Segurança

Pagamento via QR Code: realidade ainda engatinha

O QR Code consiste, basicamente, num código de barras bidimensional que pode ser lido por praticamente qualquer dispositivo móvel equipado com câmeras, como smartphones e tablets.

Se você ainda não entende como essa tecnologia promissora funciona, este texto vai responder:

  • Qual a função do QR Code?
  • Quais são os desafios enfrentados pelo varejo?
  • Como funciona o pagamento do QR Code?
  • Qual é a tecnologia envolvida?
  • O que é necessário para aplicar o QR Code?

Para que serve o QR Code?

Como o QR Code permite uma leitura rápida de códigos de barras, dependente de apenas um dispositivo móvel e diretamente conectada à internet – aliás, o nome é uma abreviação de “quick responder code” -, essa nova forma de pagamento tem sido cada vez mais utilizada por comerciantes e consumidores ao redor do mundo para pagamentos mais rápidos e ágeis, tanto em compras online pelo computador quanto para compras presenciais nas lojas.

Além da comodidade do consumidor, que pode fazer os pagamentos por meio do próprio smartphone e ainda usar os créditos e descontos adquiridos em carteiras digitais, comerciantes que adotam o QR contam com a vantagem de mais uma forma de pagamento que, por sinal, costuma ter taxas muito mais reduzidas do que aquelas cobradas pelas operadoras de cartão de crédito.

Apesar disso, mesmo estando disponível aos comerciantes brasileiros, o pagamento por QR Code ainda está longe de ser uma forma de pagamento popular como os cartões de crédito e débito.

Isso porque os maiores players do mercado só começaram a investir na tecnologia há pouco tempo. O PayPal, por exemplo, só anunciou essa opção de pagamento no primeiro trimestre de 2014.

E, como já é comum no varejo brasileiro, ainda existem algumas resistências e dificuldades enfrentadas pelos comerciantes de varejo, como adoção do dispositivo de pagamento (fornecido pelo próprio PayPal) e, principalmente, receio de adotar tecnologias inovadoras.

Dessa forma, o uso do QR Code no Brasil ainda está limitado ao comércio mais sofisticado de grandes cidades e poucas iniciativas de algumas empresas, como o próprio Banco do Brasil, que já desenvolveu um aplicativo para facilitar o pagamento de contas por QR Code.

Mas como funciona o pagamento do QR Code?

A tecnologia por trás do QR Code é simples, mas ao mesmo tempo genial e inovadora. Primeiro, o usuário precisa posicionar a câmera exatamente em frente ao código – geralmente os aplicativos já indicam o enquadramento correto no qual ele deve posicionado.

Quando o código é posicionado corretamente, o aplicativo automaticamente tira uma foto do QR Code e então faz a comparação com o banco de dados. Assim como o código de barras tradicional, todo QR Code é único e, por isso, não há risco de fraudes ou pagamentos duplicados.

O que é necessário para usar o QR Code?

O uso da tecnologia para criação de QR Code é livre e, portanto, qualquer pessoa pode criar um através do http://qrcode.kaywa.com ou dos inúmeros “encurtados de URL” disponíveis na internet.

No caso de comerciantes que precisam oferecer uma forma de pagamento segura, a melhor opção é se registrando em aplicativos de carteira digital que oferecem a forma de pagamento por leitura de QR Code.

Atualmente existem dezenas desses aplicativos no mercado, sendo os maiores (e mais conhecidos) o PayPal, Stone, Stelo (do Bradesco) e Trak. Ou seja, opções para inovar nas formas de pagamento e agregar valor aos seus serviços definitivamente não faltam para os comerciantes brasileiros.

E então, o que você acha da possibilidade de pagar e receber através do QR Code? Compartilhe este artigo em suas redes sociais! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *