A Cards - Future Payment

Ismail Chaib revela o que precisamos saber sobre open banking

Qual a situação do open banking globalmente e o que todo mundo precisa saber, foi o tema da palestra do COO na TESOBE (Technical Solutions Berlin) e fundador do Open Bank Project, Ismail Chaib, durante o congresso Tecnologia e Inovação da Cards Future Payment. Confira nessa entrevista exclusiva qual o status do open banking e o que vai acontecer com o mercado.

Qual é a situação do open banking?

Globalmente, têm-se essa ideia de que os bancos vão oferecer serviços e dados e compartilhar isso. No futuro, será possível “pegar” sua transação, acompanhar ela. Tudo isso começou como uma colaboração com fintechs. Há cinco ou seis anos na Europa. Começamos a conversar sobre isso e percebemos um eco em outros países e em órgãos reguladores, que forçam os bancos a abrirem seus APIs. Hoje, nós vemos que essas conversas já acontecem em Singapura, na Austrália, México…é um movimento global na indústria de serviços financeiros.

E o que as pessoas devem saber sobre o open banking?

Acredito que as pessoas devem saber que isso não é uma moda. Não é algo passageiro. Essa mudança chegou para ficar e vamos falar cada vez mais sobre esse assunto. Então se você é um banco, você precisa estar pronto para encarar essa realidade. E eu não ficaria surpreso se houver um movimento de regulamentação no Brasil. E se você é um empresário ou quer começar um negócio é um momento interessante para iniciar sua fintech.

O desafio pode ser separado em áreas, como começar uma fintech ou se você é um banco, você tem desafios à frente?

Sim, claro, isso é muito novo, para todo mundo, ninguém realmente tem todas as respostas. Se você é um banco é muito desafiador, mas tem uma grande oportunidade aí. Precisamos mudar radicalmente como produzimos, entregamos aplicativos…

Temos desafios de segurança, de privacidade de dados. Como gerenciamos o relacionamento entre tantas partes envolvidas? Como certificamos eles? Por isso é tão interessante. Mas isso é a perspectiva do banco.

Quando falamos das fintechs, acho que o desafio é oferecer soluções com mais clareza. Quais dados vamos entregar e em qual formato? Como os bancos vão entregar o APIs?

E esses desafios estão acontecendo rapidamente?

Se você considerar a velocidade clássica dos serviços bancários, sim. Na Austrália, os quatro grandes bancos abriram APIs em um período de 12 meses. Estamos falando de mudar radicalmente. O que recomendamos em diferentes países é que não esperar a regulamentação. Comece agora. Comece a experimentar, não espere te passarem um prazo para mudar.

desafios-meios-de-pagamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *