• Cards Payment & Identification is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

    This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Meios de pagamento

Entenda como funcionam os pagamentos via redes sociais

A dificuldade de dividir contas de restaurantes e bares entre amigos sempre foi um problema que esteve no radar dos grandes bancos e startups de meios de pagamento. Afinal, chega a ser cômico que amigos ainda precisem anotar (as vezes no próprio guardanapo!) os dados bancários de uma pessoa, porque não existe uma tecnologia que permite que toda a transação seja feita pela internet.

Pensando em resolver este problema, recentemente o BB (Banco do Brasil) lançou uma ferramenta de envio de dados bancários por meio de QR code e de redes sociais.

O “Pagar ou Receber”, como é chamado o novo recurso, foi apresentado pelo banco no Congresso e Exposição de Tecnologia da Informação das Instituições Financeiras, organizado pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos). Segundo o diretor de negócios digitais do Banco do Brasil, Marco Mastroeni, a tecnologia de pagamento via redes sociais é pioneiro no mundo.

Mas como o pagamento via redes sociais funciona, exatamente? Existe algum risco em termos de segurança? Por que os bancos tradicionais estão investindo nisso? A partir de agora iremos responder essas – e muitas outras – dúvidas. Acompanhe!

Como funciona o pagamento via redes sociais

O sistema de pagamento via redes sociais elimina o risco de anotações incorretas de informações e facilita, por exemplo, para a pessoa que irá receber os recursos financeiros dos amigos; que pode entrar no aplicativo do Banco do Brasil, gerar um QR code.

Em seguida, os amigos (que também devem ser correntistas do BB) usam o smartphone para fotografar o QR code gerado, também pelo aplicativo do banco. Em seguida, basta inserir a senha e confirmar a operação.

Em casos onde as pessoas estão longe e não podem fotografar o celular do amigo, o aplicativo poderá gerar um link criptografado (ou seja, imune à invasão), que será automaticamente enviado para as pessoas que deverão fazer o pagamento.

Além desta solução do Banco do Brasil, vale lembrar que o Facebook já disponibiliza um sistema de pagamento pelo próprio chat da rede social, no qual é possível que o cliente escolha produtos e faça check-outs sem sair do Facebook.

E a segurança do pagamento via redes sociais?

Segundo o diretor de Bancos Digitais do Banco do Brasil, o pagamento via redes sociais é totalmente seguro. Isso porque, mesmo que uma terceira pessoa tenha acesso ao link gerado, somente o destinatário (que irá fazer o pagamento) conseguirá abri-lo, por causa da criptografia.

Além disso, todas as informações de contas e senhas passam pelos ambientes internos do Banco do Brasil, impedindo que pessoas má intencionadas interceptem as mensagens pela redes sociais ou qualquer outra plataforma.

Em depoimento à Exame.com, Mastroeni explica:

Mesmo se o link for parar em mãos erradas, somente o cliente conseguirá abri-lo. Tudo é feito com toda a segurança. A emissão e a recepção das informações são feitas em ambientes do banco e não passam por redes externas

O “Pagar ou Receber” do Banco do Brasil é uma resposta à necessidade cada vez maior que bancos tradicionais têm de estarem mais presentes nas redes sociais, fidelizar clientes e oferecer serviços diferenciados por meio da tecnologia. Afinal, as chamadas fintechs (startups focadas no mercado financeiro) estão absorvendo uma parcela cada vez maior dos consumidores e, se os bancos tradicionais não inovarem, não vai demorar muito para que eles “fiquem para trás”.

O que você achou da novidade de pagamento via redes sociais ? Compartilhe-a com seus amigos! 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *