A Cards - Future Payment, Inovações, Meios de pagamento

Desafios de criar cidades inteligentes no Brasil são destaque na Cards Future Payment

Diversas iniciativas vêm fazendo com que as cidades brasileiras se tornem mais inteligentes. Esse foi o tema debatido durante o Congresso Future Payment, no painel “Como Construir Cidades mais Inclusivas e Conectadas com o Auxílio das Tecnologias de Pagamento e Identificação”.

Um dos principais desafios para inovar em mobilidade urbana é facilitar o pagamento do transporte público. Segundo Fernanda Caraballo, Diretora de Desenvolvimento de Negócios com Governo e Mobilidade Urbana na Mastercard, a indústria de pagamentos tem papel fundamental neste processo. “Além de facilitar o pagamento nos ônibus, é preciso facilitar o dia a dia do indivíduo, como eletronificar taxas, multas e impostos”, diz.

Para o pagamento de viagens de transporte público, algumas iniciativas já estão sendo realizadas no país. É o caso da possibilidade de pagamento de passagem via wearables, que já é realidade na cidade de Jundiaí, em São Paulo.

A expectativa para os próximos anos é que haja uma abertura de opções de pagamento, onde o cidadão possa utilizar seu bilhete ou seu cartão de crédito e débito para pagar sua passagem.

Prefeitura de São Paulo fomenta inovação para se transformar numa Smart City

Durante o painel, Fernando de Caires Barbosa, Assessor de Inovação, Tecnologia e Gestão Pública na Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes de São Paulo, citou as medidas que a Prefeitura de São Paulo vem adotando para fomentar a transformação digital da cidade.

“A prefeitura pode induzir a inovação por meio de espaços, oferecendo infraestrutura e apoio de técnicos. É o que ocorre no MobiLab (espaço criado pela Prefeitura para incentivar projetos a favor da mobilidade urbana)”, diz.

Ele também enfatiza a importância de pensar no Open Data. “Os dados que os órgãos públicos podem disponibilizar incentivam a criação de soluções inteligentes para a mobilidade urbana. É o que fizemos ao liberar o geoposicionamento dos ônibus para que desenvolvedores pudessem criar novos produtos que ajudam o dia a dia das pessoas”, finaliza.

O debate foi moderado por Bernardo Segal, Consultor de Desenvolvedor de negócios em tecnologia e Fundador da Segal Technologies and Solutions. Presentes no painel, estiveram Artur Costa, CEO na Planeta Informática e Especialista em Segurança e Sistemas de Pagamento offline e Sistemas AFC, Fernanda Caraballo, Diretora de Desenvolvimento de Negócios com Governo e Mobilidade Urbana na Mastercard e Fernando de Caires Barbosa, Assessor de Inovação, Tecnologia e Gestão Pública na Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes de São Paulo.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *