Inovações, Tendências

Como a blockchain vai transformar o mercado

Todo o funcionamento da tecnologia blockchain certamente pode ser interessante para os mais curiosos mas, afinal, como os principais players – consumidores, varejistas e instituições financeiras – do mercado serão influenciados por ela nos próximos anos?

Obviamente, como qualquer outra tecnologia disruptiva, é impossível prever as consequências da blockchain com assertividade, especialmente em tempos onde tudo pode mudar em alguns segundos.

Mas tendo em vista os impactos que a blockchain já causa em vários contextos da sociedade, é seguro fazer algumas predições sobre a influência que ela irá exercer sobre os consumidores, varejista e, principalmente, sistemas bancários.

Consumidores: As transações financeiras (especialmente de criptomoeda) tendem a ser mais seguras e a variedade de aplicativos “descentralizados” só tende a aumentar, diminuindo o poder de instituições mais tradicionais como bancos, multinacionais e até governos.

Varejistas: Com a popularização da blockchain e da criptomoeda, cedo ou tarde os varejistas irão precisar oferecer novas formas de pagamento, como é o caso de restaurantes que já aceitam bitcoins como pagamento em algumas capitais brasileiras.

Instituições financeiras: Certamente serão as mais influenciadas pela popularidade da blockchain. Por não ter mais o mesmo controle do que antes, os bancos precisarão encontrar novas formas de cobrar pelos seus serviços – taxas e contratos abusivos tendem a “desaparecer” do mapa.

Apesar de todas essas mudanças parecem radicais e, de certa forma, otimistas, vale ressaltar que tudo isso já está acontecendo de forma progressiva e gradual.

A bitcoin continua movimentando bilhões de dólares e sendo usada cada vez mais em estabelecimentos comuns, como hotéis e restaurantes.

Aliás, em alguns casos a criptomoeda está sendo usada para substituir o próprio dinheiro. Isso porque, como ressalta João Canhada, CEO da Foxbit: “Com a bitcoin é possível que o cliente realize pagamentos diretamente ao lojista, sem intermediários. O custo cai drasticamente e a velocidade de transação praticamente instantânea”, diz

A Ethereum, que talvez seja uma das aplicações mais revolucionárias da blockchain desde a bitcoin, não para de crescer ser usada para desenvolvimento de aplicativos revolucionários não só nos sistemas de pagamento, como também na política.

Portanto, mais importante do que pensar no que pode acontecer nos próximos 10 anos, empresas e empreendedores que quiserem aproveitar as oportunidades da blockchain precisam saber que as inovações já são realidades no mundo todo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *