Segurança

Além da biometria: solução faz leitura de veias da palma da mão

A autenticação por meio da leitura de veias da palma da mão está sendo fortemente utilizada. Segundo dados da Fujitsu, aproximadamente 73 milhões de pessoas interagem diariamente com a solução – em caixas eletrônicos, logins em computadores e gerenciamento de reconhecimento biométrico para entrada em escritórios.

A autenticação por meio das veias da palma da mão é um método de verificação biométrica capaz de confirmar de forma precisa e instantânea a identidade de um indivíduo lendo padrões de veias na palma da mão sem necessidade de contato direto.

A tecnologia pode ser utilizada como uma medida de segurança para uma ampla gama de tarefas de autenticação pessoal, incluindo caixas eletrônicos, logins em computadores e gerenciamento de reconhecimento biométrico para entrada em escritórios.

Mais segurança na autenticação de pagamentos

Ao contrário de outros métodos de autenticação biométrica baseados em informações do lado de fora do corpo, esta solução faz uso de dados biométricos de dentro do corpo. A tecnologia tira proveito de uma característica única da hemoglobina, sua absorção de luz infravermelha e aparência negra na imagem, quando retorna aos pulmões por meio das veias sob a pele na palma da mão.

“ A precisão dessa solução está relacionada à complexidade do mapa de veias na palma da mão (que contém cerca de 5 milhões de pontos de referência). Para identificar que a compra está sendo realizada por um ser humano, o sensor ainda detecta o fluxo sanguíneo na palma. O padrão de veias é extremante complexo, sendo único mesmo entre gêmeos idênticos”, explica Leonardo David, gerente de contas da PalmSecure, da Fujitsu no Brasil.

O especialista comenta que pessoas que não possuem digital, com cicatrizes ou com problemas de pele conseguem usar a tecnologia tranquilamente. Mesmo que um cartão seja clonado, não se tem a mão viva do dono para concluir a compra. Como não existe uma senha, a biometria não pode ser esquecida, copiada ou falsificada com facilidade.

A solução garante proteção contra falsificação e tem alta precisão, com menos de 0,01% de chance de erro de rejeição (com uma nova tentativa) e menos de 0,00001% de chance de aceitar a pessoa errada.

Outro ponto importante é que a autenticação elimina a necessidade de toque no sensor, garantindo que o processo de verificação não apenas permaneça higiênico, mas também evite o impacto de fatores externos, como abrasão ou sujeira na pele da mão, suor ou ressecamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *