• Cards Payment & Identification is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

    This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Tendências

8 aplicações futuras para identificação digital

Além de seus benefícios inerentes, como ficaria a identificação digital no ramo dos serviços financeiros? Como de costume com uma nova tecnologia, isso depende de como é usada. Confira 8 aplicações futuraspara identificação digital.

1- Instituições financeiras criam perfil de risco a partir de uma combinação de algoritmos preditivos e qualquer informação que tenham coletado sobre o cliente. No futuro, as instituições poderão usar atributos já existentes no perfil digital do usuário, juntamente com uma gama de outros atributos que o usuário aceite fornecer. Assim, com a disponibilidade de informações em maior quantidade e qualidade, as empresas podem criar produtos de risco e crédito personalizados para seus clientes incentivando-os, por sua vez, a não se afastar.

2- Sem a comprovação de identidade, qualquer um que tentar abrir uma conta está fadado a fracassar. Caso possa estabelecer a identidade, mas não o histórico financeiro, a instituição financeira pode optar por correr o risco, de qualquer forma, se não quiser perder o negócio. Isso pode ser evitado caso os usuários incorporem uma identificação digital. Em qualquer lugar no mundo, usuários podem acessar serviços financeiros, e outros, com base nas certificações e atributos coletados por instituições anteriores. E cada nova instituição se torna outro provedor de identificação, reforçando ainda mais as credenciais digitais do usuário.

3-Imagine que você nunca mais tenha que confirmar manualmente sua idade, endereço de entrega ou qualquer outra coisa no ponto de venda. A identificação digital pode tornar isso realidade, permitindo que comerciantes obtenham as informações que precisam das instituições financeiras, com o consentimento do usuário. A transferência digital de atributos estaria livre de potenciais erros humanos e ajudaria a fechar mais transações. Acrescente a isso a autenticação, e as fraudes potenciais também estarão eliminadas.

4-Declaração de impostos digital. Nesse momento, pessoas e empresas devem recolher informações de várias fontes – instituições financeiras, empregadores, escolas e assim por diante – antes que possam fazer suas declarações. Em vez disso a identificação digital pode persuadir governos a aceitar declarações de instituições financeiras designadas pelos contribuintes.

5-Muitas vezes, entidades jurídicas muitas vezes têm dificuldade em determinar sua exposição total de risco em uma transação, devido a estruturas complicadas de patrimônio e a quantidade de trabalho que requer a devida diligência. A identificação digital pode proporcionar uma visão consolidada de cada parte em uma transação, permitindo às empresas responder suas próprias perguntas sobre o risco de forma muito mais conveniente.

6-Identificar todos os participantes de uma transação intermediada pode ser quase impossível hoje. Entretanto, com a identificação digital, as entidades jurídicas podem pedir para examinar a identidade consolidada de um terceiro e o histórico de posse de qualquer ativo envolvido. Saber mais sobre o cliente direto e o cliente final pode levar a uma decisão mais informada sobre como concluir a transação.

7-As empresas não estão necessariamente vinculadas a todas as pessoas que trabalham com elas. Se os atributos de identidade para pessoas físicas e jurídicas forem coletados, armazenados e transferidos digitalmente de forma padrão, as instituições financeiras teriam conhecimento ou percepções confiáveis sobre seus relacionamentos.

8-Quando ativos são re-hipotecados, suas transações e histórico de posse podem se tornar ambíguos. Isso cria risco para a contraparte e torna difícil determinar o justo valor do ativo. Além disso, a falta de um mecanismo de rastreamento histórico impede a imposição de limites sobre a extensão dos ativos re-hipotecados.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.