Meios de pagamento

3 soluções para atrair os desbancarizados

Pesquisa de 2013 do Instituto Data Popular comprova um fenômeno que, na prática, já sabemos que existe e está crescendo: já naquele período 55 milhões de brasileiros acima dos 18 anos de idade faziam parte grupo dos desbancarizados – representando 40% da população.

Em geral, todos esses brasileiros que não possuem uma conta em banco movimentam cerca de R$ R$ 655 bilhões por ano, uma cifra gigantesca para serem esquecidos.

Nesse sentido, é evidente que cada vez mais empresas surgem para atender a essa população e oferecer opções tecnológicas e menos burocráticas. Vamos descobrir algumas dessas soluções para atrair os desbancarizados?

Soluções para atrair os desbancarizados

Para Ricardo Capucio, CEO da Conta.Mobi, fintech que atende ao público desbancarizado, é preciso oferecer soluções ágeis e sem burocracias para atrair esse nicho.

“O sistema financeiro brasileiro é permeado de burocracias e exigências que excluem uma grande parte da nossa população, mas há formas de se contornar isso”, afirma.

Dentre todas as soluções para os desbancarizados, três delas têm se destacado no mercado:

1. Conta bancária digital

Em 2017, a Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) divulgou que pelo menos 940 mil clientes já faziam transações bancárias através de contas totalmente digitais – considerando as informações de quatro instituições. Estima-se que o total destas contas chegue a 3,3 milhões.

Na conta digital, o cliente realiza todas as operações baseadas no dinheiro que ele deposita na conta por meio de boleto bancário, transferência eletrônica e outros meios. Mesmo com algumas exceções, há instituições que oferecem os serviços de forma gratuita.

“A legislação brasileira prevê a operação de contas digitais de pagamento, muito mais flexíveis, ágeis e baratas para o consumidor. Este segmento, por si só, constitui uma grande oportunidade e o Brasil tem uma legislação moderna e acolhedora a estas novas empresas”, explica Capucio.

2. Cartão pré-pago

Esta é uma opção que também vem crescendo entre os desbancarizados. Nessa modalidade, o cliente carrega e recarrega o seu cartão com uma determinada quantia para poder utilizá-lo.

“Se eventualmente o cidadão tem alguma restrição de crédito, ele pode tranquilamente utilizar serviços financeiros pré-pagos, administrar melhor suas finanças e assim, quem sabe, trilhar o caminho da regularização”, explica o CEO da Conta.Mobi.

3. Programas de fidelidade

Já explicamos aqui neste post sobre a possibilidade de fidelização de clientes por meio de programas de pontos, que é uma das modalidades dos chamados programas de fidelidade.

Nesse sentido, são várias soluções para os desbancarizados, sendo que duas delas se destacam:

  • A diversificação das formas de pagamento, seja por meio de boleto bancário, cartão-pré-pago ou pagamento online;
  • A utilização de cartão pré-pago da própria loja, que traz várias vantagens aos lojistas, como o aumento do ticket médio, a fidelização de clientes e o atendimento personalizado. E para os clientes, a possibilidade de comprar mais em troca de benefícios, como descontos, brindes, sorteio de prêmios, etc.

Outras soluções para atrair os desbancarizados estão surgindo, e a grande maioria delas por conta das fintechs. Para Ricardo Capucio, essa é apenas a ponta do iceberg.

“A partir da tecnologia do Blockchain podem nascer novas revoluções no mercado financeiro, mas também há serviços que até pouco tempo eram como elefantes brancos, lentos e engessados, e agora estão se adaptando às necessidades das novas gerações pelas mãos das fintechs”, afirma e complementa:

“Um ótimo exemplo são as insurtechs, startups que operam no setor de seguridade, que estão tornando a contratação de seguros muito mais ágil, descomplicada e até mais barata. As possibilidades são inúmeras, cabe ao empreendedor apurar o seu olhar para as melhores oportunidades”.

desafios-meios-de-pagamento

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *